quarta-feira, 29 de julho de 2009

Feliz aniversário



Quem dera eu tivesse oito anos novamente
Tempo que eu era inocente
Sabendo apenas das coisas de criança
carrinhos casinha
enfeitando as bonecas com tranças.
Só queria saber
de dançar e correr.
Responsabilidade somente na escola
Borracha tesoura
lápis e cola.
Mas e agora?
Não tenho mais oito anos de idade
não tem mais bonecas
ou carrinhos
Agora tenho responsabilidades,
Tenho desavenças, cobranças,
esperanças e desesperança.
Mas assim q acontece,
antes tinha um mundo cor de rosa
Agora simplesmente faço aniversários
e não sei oque faço,
chega a ser hilário,
qual seria o próximo passo?
O tempo que passou
não pode me dizer,
só sei que ficou
não sei onde,
nem como,
se foi sem deixar endereço.
Oque eu tinha
não sei onde se esconde.
Oque fazer se tudo oque fiz foi errado?
Oque fazer agora, se ja não tenho mais um lugar seguro?
Se nem sei pra onde eu posso ir!
se ja não tenho pra onde fugir!
Se tudo oque tenho é nada,
e o nada é vazio...

Nenhum comentário:

Postar um comentário